Dia Internacional das Mulheres: Conheça mulheres incríveis do Brasil que mudaram o mundo!

Berlitz Brasil -

banner-dia-internacional-das-mulheres-berlitz.png


O Dia Internacional das Mulheres está chegando (8 de março) e para comemorar esse dia, trouxemos algumas mulheres incríveis brasileiras que fizeram e ainda fazem a diferença em nossas vidas e de tantas pessoas pelo mundo, seja por suas histórias de vida, pelo que deixaram como marca para o mundo (e ainda deixam!) e como nos fazem ser pessoas cada vez melhores.

A pessoa que vos escreve é mulher e escolheu cuidadosamente cada uma das personalidades abaixo. Cada uma delas certamente já deixou alguma marca na sua vida, ainda que você não perceba! Temos mulheres magníficas para nos espelharmos. Ser mulher é, todos os dias, um ato de coragem. Sabemos tudo o que enfrentamos todos os dias e toda a resistência que possuímos, devemos utilizar para sermos quem somos e lutar pelo que queremos.

Espero que esse artigo especial traga inspiração não apenas para nossas leitoras, mas para todas as pessoas que o leiam! :)


Conheça oito mulheres brasileiras que mudaram o mundo!


Carolina Maria de Jesus

Moradora de uma favela de São Paulo, catadora de papel e uma das escritoras mais lidas do Brasil e do mundo! Carolina começou a ganhar fama em 1958, onde partes do seu diário foram publicadas no jornal “A Noite”. Além disso, ela tinha inúmeros cadernos onde escrevia romances e poemas, escritos ainda na infância. E tudo isso tendo estudado apenas dois anos de sua vida. A escrita e leitura eram a grande paixão de Carolina e nada a impediu de fazer o que mais gostava, mesmo diante de suas dificuldades.

O primeiro livro de Carolina, Quarto de Despejo, foi um best seller no mundo. Ela vendeu 3 milhões de livros em 16 idiomas! Certo dia, em uma noite de autógrafos, ela recebeu inúmeros fãs. Entre eles, Clarice Lispector! Carolina disse à Clarice: “Você é uma grande escritora.” E Clarice Lispector lhe respondeu: “Não, a grande escritora é você, Carolina Maria de Jesus! Porque você escreve a realidade.” Este foi um momento que a filha de Carolina, Vera Eunice, conta aos noticiários. É emocionante pensar que Clarice Lispector e Carolina estiveram juntas. A história de Carolina é emocionante e é daquelas que serve para nos dizer para nunca desistir dos nossos sonhos! Recentemente, Carolina Maria de Jesus ganhou o título de doutora pela UFRJ no dia 25 de fevereiro deste ano de 2021.

Marta

Marta é a maior jogadora do mundo! Eleita seis vezes pela FIFA a melhor jogadora do mundo, Marta nasceu em Dois Riachos, Alagoas com uma infância bem humilde. Em meio a um interior, querendo jogar futebol com meninos, Marta enfrentou desde cedo o preconceito, críticas e discriminação, mas isso nunca a parou. Marta dividia seu tempo entre o futebol e os trabalhos de bico para ajudar em casa, seja na feira, vendendo roupas, sacolés e até mesmo lavar pratos na casa de famílias de amigas.

Na Copa Infantil de Futsal em Santana do Ipanema, o técnico Luiz Euclides aceitava que apenas Marta jogasse com os meninos. Ela sempre acaba se sobressaindo e muitos dos garotos ameaçavam Marta, que acabou precisando ser afastada por conta disso. No entanto, o técnico conseguiu testes para Marta no Vasco e no Fluminense, no Rio de Janeiro. Marta conseguiu viajar com 14 anos de idade e foi aprovada de primeira em seu treino no Vasco. Depois disso, já sabemos que Marta só cresceu.

Entre homens e mulheres, é a atleta que mais ganhou prêmios da Fifa, além de ser a maior artilheira de Copas do Mundo. Ela superou até mesmo Pelé, sendo a maior artilheira da seleção brasileira, com 117 gols contra 95 de Pelé. Marta é embaixadora da boa vontade da ONU para as mulheres e meninas no esporte, e seus discursos deixam explícito seu desejo pela igualdade de gênero e contra a violência machista. Aos poucos, vimos mudanças que há pouco tempo seriam impossíveis em sua profissão. O Brasil decidiu que finalmente pagará salários iguais para a seleção masculina e feminina de futebol!


Cecília Meireles


Foto: Proprietários dos direitos de imagem de Cecília Meireles

Cecília Meireles é conhecida como a maior poeta brasileira. O pai de Cecília faleceu três meses antes de seu nascimento e sua mãe faleceu quando ela tinha apenas três anos de idade. Assim, Cecília foi criada pela avó portuguesa, que era uma pessoa bem tradicional, não gostava de poesia e nem queria que a menina tivesse contato com outras crianças fora do horário escolar.

Apesar disso, Cecília conseguiu ter uma boa formação e com apenas nove anos de idade, já escrevia seus primeiros poemas. Terminando o primário, a menina já recebeu um prêmio e quem entregou o prêmio à Cecília foi Olavo Bilac! Com apenas 16 anos de idade, Cecília já era professora diplomada.

Os livros de Cecília falavam muito sobre as tradições do Brasil e sua importância. Inúmeros livros da autora foram traduzidos para outros idiomas mundo afora, fazendo Cecília ser conhecida internacionalmente. A autora até mesmo chegou a dar cursos nos Estados Unidos, Portugal e México. E esses foram só alguns lugares dos quais ela passou! Cecília ganhou prêmios e até hoje é inspiração para muitas pessoas e mulheres que querem escrever e mostrar seus sentimentos a partir da escrita.

Glória Maria


Glória Maria é uma das mais importantes jornalistas não só do Brasil, mas do mundo. Nasceu no Rio de Janeiro, filha do alfaiate Cosme Braga da Silva e da dona de casa Edna Alves Matta. Sempre estudou em colégios públicos e estudou latim, inglês e francês, além de vencer todos os concursos de redação da escola. Estudou na Universidade Católica do Rio ao mesmo tempo que era telefonista. Se tornou repórter ainda na época que jornalistas não apareciam em vídeo. Ela foi a primeira repórter a aparecer ao vivo na TV. Na época da ditadura militar, entrevistou chefes de Estado e, a partir de 1986, integrou a equipe do Fantástico na Globo.

Glória Maria conta sobre esse tempo conturbado, onde sempre recebia cartas racistas, dizendo que aquele não era o seu lugar. Glória Maria cobriu a guerra das Malvinas (1982), a invasão da Embaixada brasileira do Peru por um grupo de terroristas (1996), jogos olímpicos e a Copa do Mundo na França em 1998. Além disso, Glória Maria é conhecida por ser uma repórter que viaja pelo mundo e já conheceu lugares que muitos de nós nem sonha em pisar.

“Já sofri preconceitos por ser mulher, negra e por ter vindo de família pobre. Mas fui vencendo todos eles com trabalho, dignidade e humildade.”, disse Glória Maria em entrevista.


Maria da Penha


Instituto Maria da Penha/Divulgação

Maria da Penha nasceu em Fortaleza, é farmacêutica bioquímica e é Mestre em Análises Clínicas. Maria conheceu Marco Antonio na época do seu mestrado, em São Paulo. Os dois se casaram em 1976. Após o nascimento da primeira filha do casal e ao final do curso de Maria, os dois se mudaram para Fortaleza, onde tiveram mais duas filhas. Foi então que Marco Antonio começou a agredir Maria da Penha fisicamente. Começou a ser intolerante, estava sempre se exaltando até mesmo com as próprias filhas. Em 1983, Maria foi vítima de tentativa de feminicídio, levando dois tiros nas costas enquanto dormia. Maria ficou paraplégica devido a isso, precisando passar por internações, cirurgias e tratamentos. Marco Antonio ainda tentou eletrocutá-la durante o banho, mantendo-a em cárcere privado por 15 dias.

O primeiro julgamento de Marco Antonio aconteceu apenas oito anos após o crime e apesar de ser sentenciado a 15 anos de prisão, ele saiu do fórum em liberdade devido a recursos solicitados por sua defesa. Em 1996, outro julgamento foi feito e dessa vez, ele foi condenado a 10 anos e 6 meses de prisão, mas novamente a prisão não foi cumprida.

Maria da Penha foi atrás de ajuda internacional e em 2001, o CIDH/OEA, Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos responsabilizou o Estado por negligência, omissão e tolerância quanto à violência doméstica praticada contra mulheres brasileiras. De 2002 até 2006, houveram debates nas Câmaras, Legislativo e Senado. Foi em 2006 que o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei Maria da Penha no Brasil.

Maria da Penha luta até hoje para que esta lei não tenha retrocessos e para que todas as mulheres do Brasil tenham sempre seus direitos intactos. Leia a história completa de Maria e dessa importante lei para todas nós aqui.


Zilda Arns

Pastoral da Criança/Divulgação

Zilda Arns foi uma grande médica pediatra do Brasil, que fundou a Pastoral da Criança, além de fundar a Pastoral da Pessoa Idosa. Em sua juventude, Zilda acompanhava a mãe Helena nos trabalhos de parto que realizava pela cidade de Forquilhinha, município catarinense. Foi assim que Zilda acabou pegando gosto pela medicina. Zilda foi a maior idealizadora do combate à mortalidade infantil no mundo.

Com a Pastoral da Criança, Zilda foi a inúmeros lugares distribuindo às mães a famosa "multi mistura" de farinha com nutrientes que aproveitava alimentos como arroz e sementes, além do soro caseiro que hidratava as crianças desnutridas. Zilda e o grupo da Pastoral ensinavam às mães como preparar o soro que mesmo tão simples, salvara tantos brasileiros. Esses feitos foram se espalhando pelas Américas e depois expandiu seu trabalho pela Ásia e África.

Zilda ganhou vários prêmios humanitários e chegou a ser indicada ao prêmio Nobel da Paz pelo governo do Brasil ao menos quatro vezes. Zilda faleceu no Haiti, no grande terremoto de Porto Príncipe em 2010.

Leolinda Daltro

Nascida em 14 de julho de 1859 na Bahia, Leolinda Daltro foi professora, sufragista e indigenista. Ela lutou bravamente toda sua vida pela autonomia das mulheres, sendo inclusive conhecida como a primeira feminista do Brasil. Além de sua luta pelos direitos das mulheres, também transformou vidas através da educação.

Em 1896, logo após se tornar professora, Leolinda percorreu todo o interior do Brasil, promovendo um grande movimento de alfabetização laica em tribos indígenas.

Com seu grande senso de justiça, ficou conhecida como "a mulher do diabo". Tudo isso porque na sociedade patriarcal da época, Leolinda lutava pelo direito das mulheres ao voto, além de realizar passeatas junto às demais membros do Partido Republicano Feminino, fundado por ela em 1910, o que quebrava todos os padrões da época.

Podemos imaginar tudo o que Leolinda sofreu naquela época. Por isso, devemos ser muito gratas a tudo o que ela pôde conquistar em uma época onde tudo era ainda mais difícil do que é hoje. Existe uma matéria muito boa que conta com mais detalhes como foi a luta de Leolinda e seu Partido na luta para termos o voto das mulheres aprovado.


Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro | Fernanda Montenegro Atriz | Daryan Dornelles | Flickr

Conhecida como a “Grande Dama” da dramaturgia brasileira, Fernanda Montenegro certamente é conhecida por todos no Brasil e por muitos no mundo. Com suas atuações marcantes, Fernanda deixou marca na vida de muitas pessoas com suas personagens que pareciam sempre retratos vivos da realidade das brasileiras. Desde o começo de sua carreira, Fernanda teve trabalhos reconhecidos internacionalmente, como o "Eles não usam Black-Tie", no Festival de Veneza. O filme ganhou o Leão de Ouro. Anos depois, "Central do Brasil" garantiu à ela a primeira indicação ao Oscar, em 1999. Foi a primeira indicação de uma mulher latino-americana ao prêmio.

Por "Doce de Mãe" de 2013, Fernanda ganhou o Emmy Internacional de melhor atriz! Esse foi um prêmio inédito para o Brasil. Fernanda possui inúmeras premiações por suas atuações incríveis que, como dito, sempre mostram a realidade das mulheres brasileiras. Fernanda nasceu no subúrbio brasileiro e ascendeu em sua carreira, nos emocionando até mesmo em comerciais com sua voz cativante e emoções afloradas.


Esperamos que tenham gostado desse artigo especial do Dia Internacional das Mulheres! Compartilhe com as mulheres que acreditam que iriam ler!

Que esse Dia Internacional das Mulheres seja um dia de mais conquistas para todas as mulheres do mundo.

Share this

Mude a sua vida com o Berlitz

Preencha o formulário abaixo para receber mais informações.

Você também pode ligar para 4003-4764 para obter ajuda.

Ao clicar em ENVIAR, você estará concordando com nossa Política de tratamento de dados e Aviso de Privacidade.