Dia da Epifania (6 de janeiro - La Befana)

No dia 6 de janeiro, para os italianos, comemora-se a Epifania dos Reis, popularmente conhecida como a Festa da Befana. 

É um dia que se assemelha bastante com o Natal, sendo Befana uma figura idosa que, na noite de 5 de janeiro para 6 de janeiro, entrega doces nas meias das crianças.

As boas recebem doces, enquanto as más ganham carvão. Além disso, várias lojas se enfeitam para esse dia, vendendo meias com uma bruxinha desenhada, já que Befana pode ser confundida com uma. 

Portanto, o Dia da Epifania também se inspira no Halloween. Nessa data, as crianças saem pelas casas pedindo guloseimas e dizendo: ‘’É doce ou carvão’’.

Páscoa (Domingo de Páscoa - Pasqua)

Tanto no Brasil como na Itália, a Páscoa é um feriado religioso bem importante no país, devido à população em grande parte cristã.

A festa italiana acontece na semana santa, que neste ano ocorrerá nos dias 24 a 30 de março. 

O momento mais aguardado da Páscoa é a procissão do Santo Véu, em que moças se vestem com vestidos longos, coloridos e decorados com temas do século XV.

Além disso, distribuem ovos pintados de vermelho e, em seguida, um sudário com face semelhante a Jesus é levado ao povo. 

Mas, e a comida? No Domingo de Páscoa, as famílias se juntam para uma ceia tematizada, começando com um café-da-manhã reforçado composto de pães, bolos, queijos e outros alimentos típicos.

No almoço, são servidos 2 pratos, um de cordeiro, o abbachio, e a sobremesa. É claro que os pequenos também se divertem, já que os ovos de Páscoa são escondidos em lugares aleatórios para as crianças irem à caça deles.

Dia do Trabalho (1º de maio - Festa dei Lavoratori)

O Dia do Trabalho ocorre em vários lugares do mundo, não sendo diferente nos feriados italianos, que é comemorado no dia 1 de maio.

Tem sua origem americana, perto do final do século XIX, quando manifestantes lançaram uma bomba contra a polícia em uma manifestação que visava a redução da carga horária de 13 para 8 horas.

No entanto, a polícia reagiu, ferindo vários inocentes. Assim, até os dias de hoje, as comemorações italianas que celebram a Festa dei Lavoratori também contam com ativistas que buscam melhores condições no ambiente de trabalho.

Antigamente, tiveram anos que as festas foram suspensas, mas, a partir do final do século XX, as celebrações voltaram com toda força, proporcionando até mesmo um grande concerto em Roma.

Dia da Libertação (25 de abril - Festa della Liberazione)

Exatamente neste mesmo dia, 25 de abril, no ano de 1945, as tropas nazifascistas foram retiradas da Itália, seguindo do fim da Segunda Guerra Mundial, o que trouxe a libertação da Itália do governo fascista de Benito Mussolini. 

Atualmente, assim como outros feriados italianos, os comércios fecham, e a população tira o dia para fazer passeios, churrascos ou apenas descansar.

Dia da República (2 de junho - Festa della Repubblica)

Após as retiradas das tropas e a queda do fascismo, em 2 de junho de 1946, o povo foi chamado às urnas para decidirem como seria a nova forma de governo do país. Após a contagem dos votos, conseguiram estabelecer a república. 

Apesar dos eventos principais acontecerem em Roma, toda Itália comemora com desfiles militares e o tradicional ‘’Frecce Tricolore’’, um evento em que aviões realizam manobras enquanto deixam rastros de fumaça com as cores da bandeira da Itália.

Assunção de Maria (15 de agosto - Ferragosto)

Também conhecido como Assunção da Virgem Maria, a data afirma o fim da vida de Santa Maria e o momento em que seu corpo e alma chegam ao céu. Apesar de não ser descrito na Bíblia, é de grande importância para os católicos.

Isso está relacionado ao fato de que Maria era tão pura que foi concebida sem pecado original, ascendendo ao reino divino.

Maria também era vista como um modelo de fé e obediência para os cristãos, em que teve a honra de ser mãe de Jesus, um privilégio especial que Deus deu a ela.

Além disso, no dia 15 de agosto, comemora-se o Ferragosto, um dos feriados italianos mais aguardados. É a época perfeita para realizar atividades ao ar livre, graças ao calor do verão europeu, como:

  • passear pela cidade;

  • festejar;

  • almoçar com amigos e família;

  • fazer piqueniques;

  • ir à praia;

  • viajar.

Nesse período, as crianças e jovens estão em férias escolares, e é comum que comércios fecham por vários dias.

Dia de Todos os Santos (1º de novembro - Ognissanti)

Este dia serve para os italianos homenagearem todos os santos, inclusive aqueles que não têm uma data própria. Além disso, os cemitérios ficam movimentados durante todo o dia.

As festas italianas de 1º de novembro permitem que as famílias prestem preces aos seus entes queridos que já partiram, relembrando histórias e memórias dos falecidos.

Assim, é comum acenderem velas e deixarem flores nos túmulos para manter viva uma parte dos que já se foram.

Natal (25 de dezembro - Natale)

O Natal italiano é bem parecido com o resto do mundo, mas tem suas próprias tradições. Uma delas é o pandoro, similar ao nosso conhecido panettone, mas mais macio e com formato de estrela.

Em algumas regiões, as festas italianas de Natal contam com músicas chamadas Zampognari e Pifferai, em que artistas com instrumentos de sopro e percussão alegram suas ruas e casas. 

As igrejas ficam decoradas e iluminadas para a tradicional Missa do Galo (Messa di Mezzanotte), em que se comemora o nascimento de Jesus. Da mesma forma, é comum encontrar presépios, representando figuras como os três magos, Maria,  José, pastores e animais

A ceia de Natal também tem uma peculiaridade, pois costumam optar por frutos do mar, apesar de também oferecerem carnes assadas, massas e outras comidas maravilhosas, comuns em feriados italianos.

No dia 26, visitam parentes e amigos para trocarem presentes. Essa tradição é  conhecida como Dia de Santo Estêvão (Giorno di Santo Stefano). 

Na Itália, o papai noel tem nomes diferentes em cada região. Assim, pode ser chamado de Babbo Natale, San Nicola ou até San Nicolò. 

  • Também existem os Mercados de Natal, ou também conhecidos como "Mercatini di Natale", diferentes em cada parte do país, que são inteiramente decorados para o feriado, oferecendo produtos artesanais;

  • iguarias locais;

  • presentes exclusivos;

  • shows teatrais;

  • apresentações de música.

Chegamos ao final di questo viaggio!

Se chegou até aqui, é porque tem interesse nas festas e tradições da Itália, um dos países com maior influência na história da humanidade e na culinária global. Entender os feriados italianos é o primeiro passo para viajar mesmo sem sair de casa.

Se você deseja saber mais sobre a cultura e tudo o que estiver relacionado à festa em italiano, visite o blog do Berlitz! Com nossos artigos, você pode se aventurar por diversos temas e dicas de idiomas, como inglês, francês, japonês e muito mais. Acesse e comece a explorar um mundo de oportunidades!